domingo, 30 de agosto de 2009

Tratamento com Argila - parte 01 (Argila Verde)

Esse é um dos produtos que mais gosto, uso e, consequentemente, indico.

Acredita-se que suas propriedades normalizadoras devem-se às trocas energéticas, iônicas e radiônicas exercidas pelos elétrons livres existentes nos minerais de sua composição, tais como: manganês, magnésio, alumínio, ferro, sílica, titânio, cobre, zinco, cálcio, fósforo, potássio, boro, selênio, lítio, níquel, sódio e outros.

VEJA A ATUAÇÃO DE ALGUNS DESTES ARGILOMINERAIS:
Alumínio: atua contra a falta de tonicidade, tem ação cicatrizante, e inibe o desenvolvimento de estafilococo áureo em cultura.
Ferro: tem papel importante na respiração celular e na transferência de elétrons. Na pele, as carências deste elemento manifestam-se por uma epiderme fina, seca e com falta de elasticidade.
Magnésio: tem o poder de fixar os íons de potássio e do cálcio e a manutenção do gel celular, ou seja, a hidratação e na síntese das fibras do colágeno.
Manganês: tem ação específica na biosíntese do colágeno, tem ação antiinfecciosa, cicatrizante, antialérgico.
Silício: tem papel fundamental na reconstituição dos tecidos cutâneos e na defesa do tecido conjuntivo. Tem ação hemostática, purificante, adstringente e remineralizante. Tem efeito hidratante na pele e reduz as inflamações. Também tem ação na elasticidade da pele atuando em flacidez cutânea.
Sódio e Potássio: Ajudam a manter a hidratação e o equilíbrio iônico das células cutâneas.
Outro aspecto interessante é que não há necessidade de preocupar-se com a ação da argila, pois ela tem uma "inteligência" em relação ao trabalho necessário, seja sedar, tonificar, estimular ou absorver, além de potencializar o sistema imunológico e não ser tóxica.

Ela é usada desde a antiguidade para tratamento de beleza da pele de mulheres e homens. Entre suas propriedades estéticas estão o estímulo da circulação, melhorando o aspecto da pele, o peeling suave, eliminando cravos, a regulação da produção sebácea, evitando a aparição de acnes, e a eliminação de toxinas.

Infelizmente poucos sabem como aproveitar todo este potencial.

Por isso, vou iniciar uma sessão de estudos sobre algumas delas, iniciando hoje pela Argila Verde.

A Argila Verde ou Montemolinorita - De origem francesa, sua coloração deve-se à presença de óxido de ferro associado ao magnésio, cálcio, potássio, manganês, fósforo, zinco, alumínio, silício, cobre, selênio, cobalto e molibdênio. De pH neutro, possui ação absorvente, combate edemas, é secativa, emoliente, anti-séptica, bactericida, analgésica e cicatrizante, indicada para as peles oleosas e acneicas e em produtos para cabelos oleosos. Desinfrilta o interstício celular, esfoliante suave, promove a desintoxicação e regula a produção sebácea.

Ela é bastante indicada para quem tem pele oleosa... Basta misturar 30 gramas de pó de argila com um pouco de água mineral, até que se forme uma pasta. Aplicar no rosto limpo e deixar descansar por quinze minutos, aproximadamente. O rápido tratamento evita o aparecimento de acne e ajuda na remoção dos cravinhos, deixando a pele lisa e com sensação de frescor.

Na próxima, falarei sobre a Argila Branca... Aguarde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget